sexta-feira, abril 28, 2017

ANTES QUE OUTRA ESPÉCIE SEJA EXTINTA



Restam apenas 30 vaquitas no mundo, e só a proibição permanente das redes de pesca em seu habitat pode salvar essa linda espécie. O governo mexicano está decidindo o que fazer nesse exato momento e precisa de nosso apoio para enfrentar o lobby de pesca. Vamos ajudá-los a salvar as vaquitas. Assine abaixo com apenas um clique e compartilhe com todos!
ASSINE AGORA
Queridos amigos da Avaaz,

As vaquitas são mamíferos aquáticos lindos e tímidos que se parecem com golfinhos – e só restam 30 delas no mundo! Mas se nós agirmos depressa, ainda podemos impedir que essa linda espécie desapareça para sempre.

Elas estão morrendo porque ficam presas em redes de pesca e se afogam. No entanto, o México está considerando agora mesmo banir essas redes e um importante representate do governo concordou em levar nosso apelo diretamente aos mais altos gabinetes do governo.

Juntos podemos influenciar essa decisão em favor das vaquitas. Vamos mostrar aos ministros de governo mexicanos que se eles propuserem uma proibição permanente, milhões de pessoas os apoiarão. Assine a petição abaixo com um clique e compartilhe amplamente:

Clique para salvar as vaquitas

Ao Presidente do México, Enrique Peña Nieto, ao Ministro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Rafael Pacchiano, e ao Ministro da Agricultura e da Pesca José Calzada:

Como cidadãos globais preocupados com a biodiversidade de nosso planeta, apelamos para que V. Exas proíbam permanentemente as redes de pesca no habitat das vaquitas no México. Como restam apenas 30 vaquitas, pedimos para que V. Exas façam todo o possível para salvar essa linda espécie, incluindo impor garantias de que a proibição seja cumprida.

Clique para salvar as vaquitas

A vaquita, cujo nome significa “vaca pequena” em espanhol, é o mais raro mamífero e o menor cetáceo do mundo. É um animal maravilhoso e único, mas pode desaparecer em alguns meses.

Os pescadores poderiam usar outras técnicas para pescar camarão e corvina, mas o tipo de rede usada atualmente é a opção mais fácil, e por isso muitos deles estão lutando contra a proibição. Além disso, muitos dos pescadores usam estas redes para pescar totoaba – uma espécie ameaçada de extinção e vendida ilegalmente na China por grandes lucros.

Se agirmos juntos agora, podemos salvar essa linda espécie. Diga ao governo mexicano para aprovar a proibição permanente e proteger as vaquitas. Assine agora com um clique e compartilhe com todos. Nosso tempo está se esgotando:

Clique para salvar as vaquitas
Das savanas sfricanas às densas florestas de Bornéu, nossa comunidade financiou agentes secretos contra a máfia da caça de animais selvagens e comprou terras para salvar os orangotangos. Durante anos, lutamos juntos para proteger as baleias e para assegurar a criação da maior reserva marinha da história, e agora temos uma oportunidade única de assegurar a sobrevivêndia das graciosas vaquitas.

Com esperança,

Caroline, Rewan, Diego, Ana Sofia, Allison, Bert, Emma e todo o time da Avaaz 

CABRAL, ADRIANA ANCELMO PRESTARAM DEPOIMENTO AO JUIZ MORO NESTA SEXTA, 28


O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, a mulher dele, Adriana Ancelmo, deixaram a Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba, por volta das 11h10 desta sexta-feira (28). Eles voltam para o Rio de Janeiro, após serem interrogados pelo juiz federal Sérgio Moro.

O casal mais Carlos Miranda, sócio de Cabral, e a mulher dele, Mônica Carvalho, e Wilson Carlos, ex-secretário estadual na gestão de Cabral são réus em processo ligado à Operação Lava Jato por serem acusados de receber vantagens indevidas a partir do contrato de obras do Consórcio Terraplanagem Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), formado pelas empresas Andrade Gutierrez, Odebrecht e Queiroz Galvão.

Eles embarcarão em um avião da Polícia Federal com destino ao Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro Galeão. De acordo com a Polícia Federal, Carlos Miranda e Wilson Carlos permanecem na Superintendência. O motivo não foi informado.

Mônica Carvalho é a única que está em liberdade. Adriana Ancelmo está em prisão domiciliar e o restante está preso preventivamente no sistema penitenciário do Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Federal, Adriana Ancelmo dormiu em um hotel de Curitiba com escolta de policiais federais femininas.


Conforme a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF), Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo usaram o dinheiro ilegal para comprar artigos de luxo.

Veja no G1

ATO PÚBLICO ÀS DUAS DA TARDE NO CALÇADÃO

PARALISAÇÃO E ATO PÚBLICO NESTA SEXTA-FEIRA EM CAMPOS

Nesta sexta-feira (28), será realizada em nível nacional uma paralisação contra os cortes de direitos trabalhistas. Em Campos, será realizado um ato público, às 14 horas, em frente à agência bancária da Caixa Econômica Federal, do Calçadão, no Centro da cidade.

A paralisação ganhou o apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O ato em Campos terá a participação do Sindicato dos Técnicos das Universidades Públicas Estaduais RJ (Sintuperj), da Associação de Docentes da Universidade Estadual do Norte Fluminense (ADUENF), Sindicato dos Bancários de Campos, Associação de Imprensa Campista (AIC) e Movimentos Sociais, entre outras instituições.

O presidente da AIC, Vitor Menezes, comentou sobre o apoio da instituição à paralisação e ao ato público. "Há uma diferença entre jornalistas, jornalismo e empresas jornalísticas. Nem sempre estas noções estão na mesma direção. E a prioridade da AIC, uma casa fundada por jornalistas, é a defesa dos trabalhadores da imprensa. No debate atual, nos posicionamos em sintonia com os movimentos sociais e sindicais, defendendo os direitos trabalhistas e previdenciários que estão sob forte ameaça", afirmou Vitor.

Wesley Machado
Jornalista
Registro Profissional no MTE Nº 32.177/RJ

PROTESTOS CONTRA REFORMAS DE TEMER EM CAMPOS

(Terceira Via)


Campos amanhece com atos contra as reformas de Temer

Manifestantes interromperam o trânsito na ponte General Dutra

CAMPOS 
POR REDAÇÃO
 
28 DE ABRIL DE 2017 - 8h05
manifestantes-da-greve-no-centro-de-campos-silvana-rust-10Esta sexta-feira (28) é dia de greve geral contra as reformas trabalhista e da Previdência, propostas pelo governo de Michel Temer. Os atos foram convocados por centrais sindicais e ganharam adesão de funcionários públicos e apoio de setores alguns setores da iniciativa privada, como de colégios. Em Campos, as manifestações começaram logo cedo.
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), por volta das 6h, manifestantes bloquearam a Ponte General Dutra na altura do Instituto Federal Fluminense de Guarus.
Um grupo de manifestantes também está impedindo a entrada de correntistas em agências bancárias do Boulevard Francisco de Paula Carneiro, no Centro. Além disso, o trânsito está lento próximo ao Mercado Municipal.
Veja imagens de alguns pontos onde os manifestantes estão concentrados:
whatsapp-image-2017-04-28-at-07-42-39
Beira Valão

whatsapp-image-2017-04-28-at-07-35-46
Formosa

c597ddb8-cca7-42ce-88b8-c6cadb25e965
Formosa com Beira Valão

whatsapp-image-2017-04-28-at-07-24-02
BR 101, próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA)

whatsapp-image-2017-04-28-at-07-31-25
Campus Guarus do IFF
*Mais informações em instantes.

quinta-feira, abril 27, 2017

GOLEIRO BRUNO SE APRESENTA AO PRESÍDIO

G1


O goleiro Bruno Fernandes se apresentou na tarde desta quinta-feira (27) na delegacia regional de Varginha (MG) após a Justiça expedir o mandado de prisão contra ele, conforme decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que revogou a liminar que mantinha o atleta, atualmente no Boa Esporte, em liberdade. Bruno se apresentou espontaneamente por volta de 13h45. Ele passou por exames de corpo delito com o médico legista dentro da própria delegacia e por volta de 15h30 foi levado para o Presídio de Varginha. (Veja no vídeo momentos de Bruno na delegacia e na chegada ao presídio)


Veja no G1

JUSTIÇA ELEITORAL CASSA MAIS 3 CANDIDATOS NA OPERAÇÃO CHEQUINHO

Mais uma fornada de condenações da turma do chequinho.O juiz Eron Simas condenou a candidata da aliança oficial, nas eleições de 2016, Heloisa do Espirito Santo Tavares a inelegibilidade pelo prazo de 8 anos e cassou o registro de sua candidatura, assim como anulou todos os votos que lhe foram atribuidos. Veja:

Em outra decisão, acatou representação do MP e tornou inelegível o candidato Kleyton Cesar Queiros Bastos (Kelinho Povão) por 8 anos, com cassação do registro de sua candidatura e anulaçãop dos seus votos. Veja:

Da mesma forma cassou o registro de candidatura de Paulo Henrique Barreto Barbosa (Paulo Henrique PH), impôs inelegibilidade por 8 anos e anulou os seus votos.


quarta-feira, abril 26, 2017

SENADO APROVA FIM DO FORO PRIVILEGIADO PARA POLÍTICOS E AUTORIDADES EM PRIMEIRO TURNO




O Senado aprovou nesta quarta-feira (26), em primeiro turno, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que acaba com a prerrogativa de foro para autoridades nos casos de prática de crimes comuns, como roubo e corrupção. A PEC foi aprovada por 75 votos a favor e nenhum voto contrário.
Por se tratar de uma alteração no texto constitucional, a proposta ainda precisa passar por um segundo turno de votação no Senado antes de seguir para a Câmara dos Deputados, onde também precisará ser analisada em duas votações.
Pela lei que vigora atualmente, políticos como senadores, deputados federais e ministros têm direito a ser investigados e julgados apenas na esfera do Supremo Tribunal Federal (STF). No caso dos governadores, o foro é o Superior Tribunal de Justiça (STJ). Prefeitos, por sua vez, são julgados por Tribunais de Justiça.
Na proposta aprovada, as autoridades deverão ser julgadas pela primeira instância no estado onde o eventual crime houver ocorrido, e não mais em tribunais superiores. O projeto estabelece uma exceção para os presidentes da República, da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal.
O texto, de autoria do senador Álvaro Dias (PV-PR), atinge a mais de 30 mil pessoas, segundo o relator Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que, atualmente, possuem prerrogativa de foro no país.
São políticos detentores de mandatos, ministros, juízes, procuradores, desembargadores, entre outras autoridades que atualmente são julgadas em tribunais especializados.
Em seu relatório, que foi aprovado em primeiro turno nesta quarta, Randolfe acolheu uma emenda (sugestão de alteração) do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), que mantém o foro privilegiado para os presidentes dos três poderes.
Ao apresentar a emenda, Ferraço argumentou que deixar os presidentes da República, da Câmara, do Senado e do Supremo no texto poderia provocar uma pulverização de ações contra essas autoridades.
Caso a proposta entre em vigor, deputados e senadores perderão a prerrogativa de foro e passarão a ser julgados pela primeira instância do Judiciário.
Processos em andamento
O relator da proposta explicou que, com a aprovação da lei, o político que, por conta do foro privilegiado, estiver sendo processado no STF, terá o caso remetido para as instâncias inferiores.
Ele disse que a regra valerá, caso o projeto vire lei, para os políticos investigados pela Lava Jato no STF.
"Cai o foro privilegiado e o processo cai para o juiz e para o promotor da primeira instância. Todos que estão com foro no STF e estão respondendo processo, recai para a instância judicial respectiva, que é o juiz federal da primeira instância”, declarou Randolfe.
“Se for acusação no âmbito da Operação Lava Jato, para a vara federal de Curitiba ou a vara que estiver fazendo a investigação. Vale para todos os processos em andamento", completou o senador do Amapá.
Crime de responsabilidade
A proposta não acaba, contudo, com a prerrogativa de foro nos casos de crimes de responsabilidade previstos para ministros de Estado, presidente da República e ministros do STF.
Nesses casos, cabe ao Congresso Nacional processar essas autoridades, como é previsto pela Constituição Federal.
Supremo
Para o relator da proposta, a votação sem obstrução e expressiva no Senado está relacionada à possibilidade de o STF julgar uma proposta que estabelece limites para o foro privilegiado já no próximo mês.

Randolfe acredita que a aprovação da PEC em 1º turno nesta quarta é uma sinalização do Legislativo aos ministros do Supremo com o “objetivo” de que os magistrados retirem o tema da pauta da Corte uma vez que o Congresso já está legislando sobre o fim do foro.

SAIU O GABARITO DO PROCESSO SELETIVO DA FUNDAÇÃO DA INFÂNCIA

O Diario


Gabarito do processo seletivo da Fundação da Infância de Campos é publicado

Processo simplificado visa o preenchimento de 305 vagas

O gabarito do Processo Seletivo Simplificado para preencher 305 vagas em cargos de Educador/Cuidador Social e Auxiliar de Educação/Cuidador Social da Fundação Municipal da Infância e Juventude (FMIJ) foi publicado no Diário Oficial de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, desta terça-feira (25). A prova foi realizada no domingo (23).
Segundo a Prefeitura, cerca de seis mil candidatos fizeram a prova composta de 20 questões de múltipla escolha no Instituto Federal Fluminense (IFF), no Colégio e Faculdade Batista Fluminense e na Universidade Cândido Mendes (Ucam).
De acordo com o município, a homologação do resultado final e a convocação para posse serão divulgados 23 de maio.
G1

CPI DA LAVA JATO, EM CAMPOS, PRONTA PARA SER INSTALADA

Jornal Terceira Via


CPI da Lava Jato já tem as nove assinaturas necessárias

Vereadores Abu, Cláudio Andrade, Fred Machado, Genásio, José Carlos, Álvaro Cezar, Neném, Pastor Vanderly e Marcão assinaram

CAMPOS 
POR REDAÇÃO
 
26 DE ABRIL DE 2017 - 9h59
Morar Feliz - Leon Júnior
Estruturas de casas do Morar Feliz, construídas pela Odebrecht. (Foto: Leon Júnior)
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) proposta para investigar o contrato da Prefeitura de Campos, durante o governo Rosinha Garotinho (PR), com a empreiteira Odebrecht, na construção das casas do projeto Morar Feliz, está em fase de coleta de assinaturas. Por enquanto, os vereadores Abu (PPS), Cláudio Andrade (PSDC), Fred Machado (PPS), Genásio (PSC), Marcão Gomes (Rede) e José Carlos (PSDC), Pastor Vanderly (PRB), Neném (PTB) e Álvaro Cesar (PRTB) já assinaram a CPI. É necessário que um terço da Câmara — ou seja, nove vereadores — apoie a abertura da comissão.
Também está em fase de articulação na Câmara a “CPI das Rosas”, que vai investigar o contrato firmado durante a gestão da ex-prefeita com a empresa Emec, responsável pela manutenção de praças e jardins do município entre os anos de 2011 e 2016.

TRF MANDA ADRIANA ANCELMO DE VOLTA AO PRESÍDIO

Agora é pra valer:

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) determinou nesta quarta-feira que a ex-primeira-dama Adriana Ancelmo volte para o presídio. Por 2 a 1, os desembargadores da 1ª Turma Especializada revogaram a prisão domiciliar, que havia sido estipulada há um mês pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal. Votaram a favor do retorno dela à cadeia os desembargadores Abel Gomes e Paulo Espírito Santo. Ivan Athié divergiu dos colegas.

O Globo